Vaporizar líquido de CBD ajuda a gerenciar a diabetes segundo pesquisas

0
308
Vaporizar líquido de CBD ajuda a gerenciar a diabetes

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (Disease Control and Prevention – CDC) estima que mais de 100 milhões de pessoas vivem com diabetes nos Estados Unidos, o que representa aproximadamente 33% da população dos EUA. Além disso, a comunidade médica diagnosticou outros 85 milhões de pessoas como pré-diabéticos. Se esse último grupo de pacientes não começar a ter um estilo de vida saudável muito rapidamente, é muito provável que eles desenvolvam diabetes tipo II nos próximos cinco anos.

À medida que mais e mais estados estão legalizando a maconha medicinal e recreativa, a indústria de canabidiol está oferecendo uma gama mais ampla de produtos interessantes. Os defensores do canabidiol à base de cannabis ou à base de cânhamo se gabam de que esses produtos oferecem vários benefícios. O CBD ajuda no alívio de enxaquecas, gerencia dor crônica, alivia dores musculares e inflamações e até ajuda a gerenciar depressão crônica e distúrbios de ansiedade.

Cuidados na compra do CBD

Desde o outono de 2019, quando o misterioso distúrbio EVALI começou a aparecer nas notícias, muitos diabéticos podem ter medo de usar o CBD para ajudar a controlar o diabetes. Para superar esse medo, o FDA simplesmente recomenda que os profissionais comprem seus produtos de fornecedores confiáveis, aqueles que não usam o aditivo acetato de vitamina E como ingrediente diluidor de seus óleos CBD. Afinal, o vape no geral não causa EVALI. Vaporizar acetatos de vitamina E faz.

Os diabéticos devem ter cuidado especial e evitar a compra de produtos CBD de terceiros não verificados, revendedores pessoais ou outras fontes do mercado negro. Porém, uma vez que o paciente localiza um varejista respeitável, o vapor de óleos CBD oferece pelo menos três benefícios potenciais à saúde para um gerenciamento eficaz do diabetes.

Uso de CBD para distúrbios da neuropatia

Um dos efeitos colaterais mais desafiadores de se viver com diabetes é o dano nervoso desconfortável e às vezes doloroso resultante. Normalmente, aparece como uma leve sensação de formigamento nas mãos e nos pés, mas qualquer parte do corpo humano é suscetível a esses tipos de distúrbios da neuropatia. À medida que a diabetes progride, os danos nos nervos podem aumentar em gravidade ou se espalhar para outras partes do corpo.

Enquanto cientistas e médicos já documentaram que o CBD pode ajudar no tratamento da dor neuropática, usar o CBD no seu vape ajuda os pacientes a fornecer esse alívio muito mais rapidamente. Os pacientes também podem vaporizar o mínimo ou o máximo de CBD necessário, com base no seu nível de desconforto, o que reduz o desperdício e economiza dinheiro. Atualmente, também estão sendo realizadas pesquisas na Europa que sugerem que o vaporizar CBD pode até reverter completamente os danos nos nervos, protegendo o fígado do estresse oxidativo desnecessário.

CBD para gestão de insulina

O pâncreas humano é responsável pela produção de insulina, e uma função primária da insulina é regular os níveis de açúcar no sangue. Alguns diabéticos têm mais dificuldade em produzir essa insulina, enquanto outros podem produzir demais. Alguns diabéticos podem não ter problemas com a produção de insulina, mas seus corpos não são capazes de absorver a glicose no interior.

Os cientistas agora suspeitam que as propriedades anti-inflamatórias comprovadas do CBD têm um benefício adicional de aumentar a resistência à insulina em diabéticos. Enquanto a pesquisa está em andamento em vários países do mundo, a teoria predominante entre os acadêmicos é que o CBD reduz a inflamação associada ao diabetes, o que permite que o sistema cardiovascular funcione com mais eficiência. Por sua vez, os níveis reduzidos de inflamação facilitam o metabolismo do açúcar no sangue pelo corpo humano.

CBD para gerenciamento do peso corporal

Um dos efeitos colaterais mais frustrantes para os pacientes que vivem com diabetes tipo II é sua tendência a ganhar peso, principalmente na região central. Pesquisas indicam que vaporizar CBD melhora a perda de peso, regula o apetite e até reduz a ansiedade, que pode levar a comer em excesso.

Um estudo publicado recentemente na Biblioteca de Medicina dos EUA (U.S. Library of Medicine – NCBI) sugere que vaporizar CBD também pode melhorar o metabolismo do corpo, o que significa que os diabéticos podem gastar muito menos tempo se preocupando com a quantidade de alimento que ingerem e se concentrar mais em obter uma qualidade mais alta de vida. Como o estudo do NCBI envolveu apenas animais durante seus procedimentos de teste, os pesquisadores ainda não estão prontos para confirmar oficialmente que os seres humanos também experimentam o mesmo aumento no metabolismo. Mas muitos diabéticos dizem que funciona.