Qual a diferença entre o vapor e a fumaça?

0
8819
Qual a diferença entre o vapor e a fumaça?

Neste artigo vamos tentar esclarecer uma dúvida que muitos vapers, fumantes e curiosos tem, qual a diferença entre o vapor e a fumaça?

Existe algo como “fumaça de cigarro eletrônico”?

Se você vaporiza por um tempo, você provavelmente já encontrou muitas pessoas pedindo informações sobre a “fumaça vape” que você está exalando. Alguns podem estar preocupados com o seu efeito na saúde, ou mesmo se o vapor passivo é perigoso. E alguns podem apenas estar curiosos.

Você também pode ter ouvido os termos “fumaça de vapor” ou “vapor de fumar”. Embora haja muitas semelhanças visuais entre fumaça e vapor, a verdade é que elas são muito diferentes em essência. Vamos começar dando uma olhada nas definições de fumaça e vapor.

Definição de fumaça

A definição de fumaça da Wikipedia é “uma coleção de partículas sólidas e líquidas em suspensão e gases emitidos quando um material sofre combustão, juntamente com a quantidade de ar que é arrastada ou misturada na massa”.

A queima de uma substância altera drasticamente sua composição química; a fumaça é feita de moléculas visíveis de carbono, moléculas da substância que está sendo queimada e outros subprodutos da combustão. Em outras palavras, acender algo em chamas produz muitas substâncias, muitas das quais são perigosas para inalar.

Definição de vapor

Segundo a Wikipedia, o vapor “é uma substância na fase gasosa a uma temperatura inferior à sua temperatura crítica, o que significa que o vapor pode ser condensado em um líquido aumentando a pressão sem reduzir a temperatura”.

Em outras palavras, a vaporização de um líquido alterará seu estado, mas o vapor compreenderá as mesmas moléculas que a substância em sua fase líquida.

Agora, tecnicamente, o que é produzido quando se vaporiza não é vapor, mas sim aerossol. Wikipedia define aerossol como “uma suspensão de partículas sólidas finas ou gotículas de líquido, no ar ou outro gás.” O e-líquido quando vaporizado se transforma em partículas suspensas no ar, e eles caem no chão rapidamente. Como as partículas são líquidas, em vez das partículas sólidas na fumaça do cigarro, elas não apresentam os mesmos riscos para os pulmões e o sistema cardiovascular.

Já que quase todos os vapers usam o termo vapor e não o termo cientificamente preciso “aerossol”, nós também vamos ficar com a palavra “vapor”, especialmente porque a diferença técnica não afeta os pontos que estamos discutindo.

Como a fumaça e o vapor são diferentes?

Acender um cigarro produzirá fumaça, enquanto a vaporização do e-líquido produzirá vapor (aerossol). Fora as suas semelhanças visuais, fumaça e vapor não têm muito em comum. Eles são muito diferentes em composição e se comportam de maneiras muito distintas. Veja como essas substâncias diferem umas das outras em poucas palavras.

Composição

Quando se trata de tabaco e e-líquido, a única coisa que eles têm em comum é a nicotina. O fumo do tabaco contém milhares de produtos químicos, sendo 70 deles comprovadamente carcinogênicos e muitos deles não sendo saudáveis ​​para inalar.

Embora os cigarros eletrônicos não produzam vapor de água, o e-líquido vaporizado é composto por glicerina vegetal, propilenoglicol, nicotina e aromatizantes de qualidade alimentar.

Com exceção da nicotina, tudo o que é incluído no e-líquido é seguro para ingerir, de acordo com o CDC. A segurança para inalação não foi comprovada, mas também não apresenta risco, pelo menos a curto prazo, já existem diversas pesquisas a longo prazo que provavelmente saberemos o tipo de risco futuramente.

Cheiro

O cheiro de fumaça permanece na sala por um longo tempo, ao contrário do vapor. Os fumantes podem não notar isso tão facilmente, mas os vapers e os não-fumantes podem reconhecer o cheiro em uma sala fechada por horas após um cigarro ter sido fumado.

As nuvens de vapor podem ser mais densas e dissipar-se mais devagar, isto é, permanecem visíveis na sala por mais tempo – mas o cheiro será muito mais agradável e desaparecerá muito mais rapidamente.

Resíduo

Fumar dentro de uma sala acabará por manchar tecidos, paredes e móveis. Um dos culpados por trás disso é o alcatrão, a mistura de resina tóxica que torna o ato de fumar tão mortal, e também é notório por manchar tudo com o que entra em contato. Outros subprodutos da combustão, como o monóxido de carbono, funcionarão ao lado do alcatrão para dar às suas paredes essa tinta amarela e suja.

O PG e o VG em vapor podem criar um revestimento fino e embaçado nas superfícies de vidro, mas ele é limpo facilmente. Ele não deixará suas paredes e tecidos amarelados com o tempo e não fará com que os móveis pareçam mais antigos do que realmente são.

Temperatura

A temperatura do cigarro é de cerca de 600 ºC quando em repouso, subindo para 900 ºC quando tragado. Enquanto a fumaça atinge rapidamente a temperatura ambiente quando inalada e exalada (fumaça corrente), a fumaça que é produzida (fumaça lateral) aumenta a temperatura periférica, especialmente quando o cigarro está ficando menor.

Cigarros eletrônicos, por outro lado, vaporizam e-líquido a temperaturas muito mais baixas, geralmente não superiores a 200 ºC. Como resultado, o vapor exalado é muito mais frio, saindo a uma temperatura mais baixa que o ar ambiente circundante. Tente expirar no seu braço e você verá por conta própria.