Overdose de nicotina: O que os vapers precisam saber

0
4670
Overdose de nicotina: O que os vapers precisam saber

Quantas vezes você já ouviu alguém dizer: “A nicotina é mais venenosa que o cianeto!”, “Apenas meia colher de chá de e-líquido pode matar uma criança!”, “A nicotina é altamente tóxica em qualquer forma!”. É o tipo de coisa que pode fazer com que os fumantes sejam cautelosos ao mudar para o cigarro eletrônico. Neste artigo vamos quebrar alguns mitos que são difundidos pela mídia e abordar o tema overdose de nicotina: O que os vapers precisam saber.

A dose tóxica de nicotina: quebrando o mito

O primeiro ponto em qualquer discussão como essa é abordar um mito de longa data.

Ainda hoje, muitas fontes listam a dose tóxica de nicotina entre 30 e 60 mg. Para colocar isso no contexto do vape, seriam cerca de 4 ml de 12 mg/ml de e-líquido. Seu corpo processa nicotina rapidamente, portanto, você precisa consumir tudo basicamente de uma só vez. O que convenhamos é praticamente impossível.

No entanto, pesquisas de Bernd Mayer mostraram que esse valor para a dose tóxica não está certo. No artigo, ele detalha vários casos em que as pessoas consumiam quantidades muito maiores de nicotina com apenas sintomas mínimos. Além disso, a menor quantidade de nicotina encontrada no sangue de pessoas que morreram de nicotina foi cerca de 20 vezes maior do que as diretrizes existentes. Mayer revisa o LD50 da nicotina para um número estimado de 500 a 1000 mg (ou 0,5 a 1g) com base nesses resultados.

A questão restante é de onde veio a alegação de “30 a 60 mg de nicotina vai matar você”?

Mayer acabou encontrando a fonte: um livro de 1906 de um toxicologista alemão. Ele era um toxicologista respeitado na época, mas o conhecimento médico avançou maciçamente no século desde que foi publicado, portanto, não é de surpreender que repetir essa afirmação literalmente sem análises adicionais não seja a melhor ideia.

Portanto a nicotina é mais tóxica que o cianeto? Definitivamente não!

Sinais de que você consumiu muita nicotina

O maior sinal que você chegou a esse ponto é sentir náuseas. Você pode perceber isso no final de uma longa sessão de cigarro eletrônico, e é efetivamente o seu corpo lhe dizendo para fazer uma pausa por um tempo.

Você também pode sentir dor de cabeça se tiver exagerado um pouco e até chegar a vômitar, mas a náusea é a coisa mais fácil de se observar.

Sintomas de envenenamento por nicotina

Se você vaporizar muito por um curto período de tempo ou derramar líquido na sua pele e não limpá-lo os sintomas poderão ficar um pouco mais graves.

Você pode ter:

  • Aumento da salivação;
  • Dores de estômago;
  • Diarréia;
  • Dores de cabeça;
  • Outros sintomas como confusão ou agitação.

É improvável que você chegue a esse estágio vaporizando, mas vale a pena conhecer as principais coisas a serem observadas.

Os sintomas mais graves de envenenamento por nicotina são ainda menos prováveis ​​quando você está fumando, mas vale a pena mencionar de qualquer maneira.

Isso inclui coma e convulsões (como experimentaram nossos pesquisadores do século XIX), diminuição da freqüência cardíaca e, nos piores casos, insuficiência respiratória. Pode não ser tão venenoso como afirmam muitas fontes, mas certamente ainda é venenoso.

Você pode ter intoxicação por nicotina vaporizando?

A maneira mais simples de pensar sobre isso é descobrir quanto e-líquido você realmente teria que vaporizar no espaço de algumas horas para atingir a dose tóxica mínima de cerca de 500 mg.

Usando um e-líquido com teor de nicotina de 12 mg / ml, você precisará vaporizar mais de 40ml para obter 500mg de nicotina vaporizada. Realisticamente, isso simplesmente não vai acontecer. Para um e-líquido com teor de 18 mg/ml, você ainda precisará vaporizar quase 28 ml de líquido e em algumas horas .

A nicotina teria que entrar no vapor e ser absorvida pelo seu corpo antes que pudesse envenená-lo.

A estimativa desse aspecto é um pouco difícil, mas um estudo do Dr. Farsalinos analisou os níveis de nicotina dos vapers após usar um mod e um líquido eletrônico de 18 mg / ml. O estudo não usou um dispositivo moderno, mas para responder à pergunta principal aqui é mais que suficiente. Os participantes deram 10 vaporizadas em cinco minutos e, em seguida, tiveram uma hora para usar o dispositivo da maneira que quisessem.

Após cinco minutos terminaram com cerca de 8 nanogramas (bilionésimos de grama) de nicotina por ml de sangue. Após os 65 minutos completos, os níveis de nicotina no plasma subiram para 24,1 ng / ml, embora a concentração mais alta registrada tenha sido de 48,1 ng / ml.

No artigo de Bernd Mayer, ele aponta que a concentração plasmática mínima registrada de alguém que morreu de overdose de nicotina era de 4.000 ng / ml (igual a 4 mg por litro).

Com base na pessoa que obteve os níveis mais altos de nicotina no plasma, seu nível de nicotina no sangue teria que ser 80 vezes maior para atingir a dose letal mínima. Para acumular ainda mais implausibilidade, eles precisam fazer isso em menos de duas horas. Em outras palavras, eles teriam que receber cerca de 80 vezes mais nicotina no sangue em menos do dobro do tempo.

Isso deve mostrar claramente que os vapers não conseguiriam ter uma overdose de nicotina usando seus cigarros eletrônicos. Parece improvável que seja fisicamente possível inalar tanto vapor para isso.

O que realmente poderia acontecer quando você vaporiza muito

Portanto, o envenenamento por nicotina vaporizando parece incrivelmente improvável, mas você ainda pode experimentar alguns sintomas se vaporizar demais e com e-líquidos com altas doses de nicotina.

Caso você tenha náuseas, dores de cabeça e possivelmente tonturas são sinais claros de que você está vaporizando demais e deve reduzir o nível de nicotina do seu juice ou apenas usa-lo com menos frequência.

No entanto, se você ocasionalmente já estiver com esses sintomas, o melhor conselho é simplesmente interromper até se sentir melhor.

E quanto à base de nicotina para fazer o líquido de cigarro eletrônico?

As coisas ficam um pouco mais sérias se você está falando sobre a base de nicotina usadapara fazer juices. Forças de até 72 mg / ml ou mais são usadas na mistura e isso muda bastante quando se trata dos riscos da nicotina.

Se uma criança tivesse acesso a ela e a bebesse, realmente poderia levar apenas um quarto de colher de chá para uma dose letal. Os riscos também seriam muito mais graves para derramamentos. E mesmo que você não vaporize, um erro de cálculo durante a mixagem pode facilmente levar a um líquido muito forte.

O resultado é que, se você estiver fazendo seu próprio e-líquido, precisará ser extremamente cuidadoso. Use luvas de nitrilo e outros equipamentos de proteção ao misturar e guarde sua base de nicotina em algum lugar bem longe de crianças ou animais de estimação.