Do vaper iniciante ao profissional: 10 dicas para começar

0
11090
Do vaper iniciante ao profissional

Você finalmente decide trocar o cigarro pelo vape. Se você é novo no vaping, pode parecer complicado no começo. Você não sabe nada sobre cigarro eletrônico. Qual tipo comprar, como carregá-lo, como usá-lo ou o que é juice. Ninguém gosta de vasculhar centenas de páginas no Google em busca de respostas para perguntas simples. Com esta lista simples, você superará esses pequenos obstáculos e estará no caminho de uma escolha de compra mais inteligente.

1 – Encontre um dispositivo que funcione para você

Há vários fatores a serem considerados.
Quantas vezes você fuma?
Com que frequência você viaja?
Gosta de bastante vapor ou pouco vapor?

Se você é um fumante leve ou social, os vapes Estilo Caneta ou os Pods system são uma opção acessível e com bom preço. Se você quer um vape mais resistente e com mais opções de personalização é mais adequado um Mod System.

Mods system são mais potentes, perfeitos para vapers que desejam um dispositivo avançado. A única desvantagem é que eles têm várias variáveis ​​a serem consideradas para iniciantes e não são tão convenientes em movimento, principalmente devido ao maior tamanho para levar-lo no bolso ou na bolsa.

Caso queira saber mais sobre os tipos de cigarros eletrônicos já falamos sobre isso em outro artigo. Clique aqui e entenda melhor.

2 – Obtenha um e-líquido de qualidade

Este é um passo vital e muitas vezes esquecido. Muitos dos problemas de saúde que envolvem as recentes mortes de pessoas com o uso de cigarro eletrônico parecem ter raízes em produtos ruins. Compras de países com regulamentos bastante ruins podem resultar em um resultado indesejável. Um grande benefício do vaping é que é uma opção mais saudável do que fumar.

Um passo simples para garantir a qualidade é comprar apenas de uma fonte respeitável e marcas conhecidas. Fizemos uma lista com os melhores líquidos para cigarro eletrônico em outro artigo, clique aqui para acessar.

3 – Confie no seu paladar

Atualmente existem inúmeras opções. Obter um juice com um sabor de que você realmente goste fará toda a diferença para o seu vaping diário.

Como você escolhe? Um bom começo é escolher o sabor que você gosta em sua forma autêntica mesmo que seja um sabor atabacado simulando o cigarro que você fumava. A mistura de sabores é comum para usuários experientes e pode ser uma maneira proveitosa.

4 – Nicotina, CBD ou apenas juice tradicional?

Se você é fumante, é provável que queira um juice com nicotina para refrear o velho hábito. Existem vários níveis de nicotina (de 0 até 50 mg/ml) à sua escolha. Talvez você apenas goste do sabor e da sensação de vaporizar; nesse caso, vá em frente e obtenha um juice sem nicotina.

E o CBD? Tornou-se cada vez mais comum para os entusiastas do vaping usar óleos de CBD como líquidos. O CBD tem vários efeitos fisiológicos positivos conhecidos, principalmente como um poderoso anti-inflamatório. Infelizmente no Brasil ainda é muito difícil de ser encontrando.

5 – O primeiro vape

Qualquer dispositivo adquirido virá com instruções. Se você comprou um kit básico estilo caneta ou Pod System basta remover a embalagem, abrir a tampa superior ou inferior do atomizador, adicionar o e-liquido (se não for um descartável) – depois inspire / expire. Com os mods system, há um pouco mais a fazer, mas ainda é relativamente direto.

  • Verifique se está totalmente carregado;
  • Desenrosque a parte superior ou inferior (dependendo do dispositivo);
  • Insira a bobina nova (fornecida);
  • Encha a cápsula ou tanque com seu e-líquido preferido;
  • Reconecte o tanque ao dispositivo;
  • Fique dentro dos limites de potência recomendados para sua bobina;

Fique de olho em todas as instruções específicas do dispositivo. Quanto mais elaborado for o vape, mais demorará a configuração, mas provavelmente será mais enriquecedora a experiência geral a longo prazo.

6 – Cuide do seu dispositivo e evite problemas técnicos

Tenho certeza de que você já viu algumas histórias assustadoras da grande mídia em relação às “explosões de vape”. Segundo dados, o consenso entre os cientistas é que o uso da bateria e / ou carregador incorretos é o que causa a queima desses dispositivos. A maneira mais fácil de usar um vape sem estresse é usar apenas os itens que acompanham o dispositivo principalmente o carregador.

Outras maneiras ​​de cuidar do seu vape incluem:

  • Manter fora da luz solar direta;
  • Manter fora de temperatura extrema (quente ou fria)
  • Manter as baterias soltas longe de outros metais, como moedas e chaves

7 – Sempre limpe seu vape

Carregar um pano de algum tipo seria a maneira mais conveniente de cuidar de derramamentos e limpeza básica. Para um vape otimizado, você deve esvaziar o tanque para uma lavagem semanal.

Obviamente, você deve evitar que a parte da bateria (a maioria do dispositivo eletrônico) chegue perto da água. Retire seu pano e limpe-o em todas as fendas, para que não vaze ou fique enferrujado.

Se quer saber com mais detalhes como limpar seu vape clique aqui.

8 – Proporções: PG vs VG

Pode ser comum ouvir pessoas discutindo PG (propilenoglicol) vs VG (glicerina vegetal). Tanto o PG quanto o VG tendem a ser a base principal do e-líquido aprovado pela FDA.

PG é um líquido mais fino e transparente, normalmente usado na indústria de alimentos.

O VG, proveniente de óleo vegetal, é um líquido mais espesso e profundo, normalmente visto na indústria de cosméticos.

Resumindo PG é para um “kick” na garganta mais forte e saboroso e VG é para um “kick” mais doce e criador de vapor.

Caso queira saber com mais detalhes como são feitos os líquidos clique aqui.

9 – Baterias

Indo em uma longa jornada? Viaja frequentemente? Trabalha longas horas? Se o seu dispositivo vape precisar de uma bateria, você precisa investir em uma bateria extra. Você não quer que sua bateria acabe antes de uma longa jornada sem substituições, tornando seu vape inutil. Caso não tenha rede elétrica por perto recomendamos que você ande com um carregador portátil ou tenha sempre uma bateria carregada a mais disponível com você.

10 – “Limpe” seu paladar

É importante “limpar” o paladar, experimentando ocasionalmente outros sabores. Eventualmente, sua língua pode ficar dessensibilizada com o sabor que está condicionado a provar, deixando você com a boca seca. Pode ser facilmente resolvido mantendo-se sempre hidratado e de vez em quando mudando um pouco de sabor ou estilo de juice para que você e seu paladar não fiquem entediados.