5 erros comuns ao comprar líquido ou óleo de CBD

0
1322
5 erros comuns ao comprar líquido ou óleo de CBD

O CBD é a parte não psicoativa da planta de cannabis e a venda de líquidos e óleos estão cada vez mais populares. A maconha tem uma composição complexa composta por muitos compostos, o CBD é um deles. Quando extraído, o CBD não contém propriedades alucinógenas. Em vez disso, possui incríveis qualidades terapêuticas benéficas. No entanto, lembre-se de que nem todo CBD é exatamente o mesmo. Neste artigo vamos citar 5 erros comuns ao comprar líquido ou óleo de CBD e como evita-los.

1 – Nem todo CBD é o mesmo

Nem todos os produtos CBD de alta qualidade são iguais. Seu CBD pode vir da planta do cânhamo ou da planta da maconha. Eles não são os mesmos? Sim e não. O cânhamo faz parte da família da cannabis, pense como um primo em primeiro grau. Difere da planta de maconha. Você perceberá que a maioria dos produtos CBD encontrados nas lojas são produtos derivados do cânhamo. Enquanto isso, o CBD que você encontra em dispensários vem da planta de maconha. Qual é a diferença?

A planta de cânhamo é um pouco mais alta em estrutura e sólida em comparação com a planta de maconha. É valioso por suas sementes, flores e caule e é usado principalmente para cosméticos, roupas e conteúdos de canabinóides (derivados da flor). O CBD do cânhamo tem um baixo nível de THC. O CBD da planta de maconha é proveniente de certas cepas especiais de maconha que têm baixa contagem de THC e uma maior quantidade de canabinóides. O CBD extraído de cada planta em um nível molecular é idêntico, mas existem algumas diferenças importantes de fatoração.

  • O CBD do cânhamo tem menos resina que o CBD da maconha.
  • O CBD da maconha pode conter um nível mais alto de THC do que os 0,3% regulamentados.
  • O CBD do cânhamo pode vir no CBD isolado ou no espectro completo do CBD. O CBD isolado é CBD com 0% de THC ou qualquer outro composto encontrado. Isso significa que não tem THC ou outros canabinóides.

2 – Preço baixo acima da qualidade

Comprar líquidos ou óleos de CBD por um preço baixo é sempre bom mas infelizmente nem todas as marcas são iguais e de qualidade. Muitas vezes o barato sai caro. Verifique a qualidade da marca que você esta comprando. Abaixo algumas sugestões que você pode verificar antes de efetuar a sua compra:

  • O método de extração de CBD
  • A contagem de CBD/THC
  • De onde é originário (veja se é orgânico ou europeu ou americano).
  • Se o CBD for ISO (isolado) Ou espectro total. Isso é significativo se você está buscando um CBD sem THC.

Sempre use essas diretrizes para garantir que você obtenha CBD de alta qualidade.

3 – Compras às cegas

Alguns consumidores ficam satisfeitos com apenas algumas informações sobre o CBD. Isso os deixa abertos a armadilhas de fornecedores e produtos obscuros. Não compre apenas às cegas. Leia os rótulos e conheça o produto. Dessa forma, você pode se sentir seguro em relação à sua compra e encontrar a marca certa que funcionará para as suas necessidades.

4 – Altas expectativas

Muitas pessoas compram o CBD depois de ouvir todas as histórias notáveis ​​do que ele pode fazer e esperam resultados de ação rápida quando esse não é necessariamente o caso. Com o que o CBD pode ajudar? Aqui estão algumas doenças que segundo estudos o CBD pode tratar.

  • Ansiedade
  • Depressão
  • Convulsões
  • Doença de Crohn
  • Dor por artrite, lesões na medula espinhal, esclerose múltipla e dores musculares.
  • Espasmos musculares
  • Distúrbios do sono
  • TEPT
  • Dor de câncer
  • Inflamação
  • Glaucoma
  • Mal de Parkinson
  • Alzheimer

Algumas pessoas ficam decepcionadas na esperança de obter resultados diretos. Isso remonta a não fazer uma pesquisa adequada. O CBD é conhecido por ser um caso de tentativa e erro. A recomendação de dose pode ser adequada para alguns e não para outros.

Se quer saber mais sobre os benefícios de CBD clique aqui.

5 – Não verificar o método de extração

Outro erro comum é não saber como as empresas extraem o CDB. Existem quatro maneiras principais.

  • Extrato de CO₂: Este processo usa CO₂ para extrair o canabinol da planta. É caro, porém é seguro, limpo e o resultado é um extrato de melhor qualidade.
  • Extrato de azeite: esse é barato, mas é seguro e produzirá um óleo de boa qualidade, mas não é o mais puro.
  • Gelo seco: um método adotado por muitos, ele produz um extrato de baixa qualidade e pode até danificar a própria planta.
  • Solvente: Ele usa produtos químicos nocivos para extrair o CBD que pode penetrar no produto final, portanto não é indicado.

Conclusão

Como consumidor, é seu direito e também é importante fazer uma pesquisa a respeito do que você esta comprando. Eduque-se e lembre-se de que sua saúde está em suas próprias mãos.